Lula tenta resolver crise entre militares e Secretaria de Direitos Humanos

Crise institucional no governo LULA, militares e direitos humanos, ditaduta militar.

Anúncios

Veja o vídeo:

 http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1183750-7823-LULA+TENTA+RESOLVER+CRISE+ENTRE+MILITARES+E+SECRETARIA+DE+DIREITOS+HUMANOS,00.html

Remexer ou não nos crimes da ditadura? O desfecho da crise depende de uma decisão do presidente Lula. Ele tem duas opções, nenhuma saída fácil: contrariar o secretário nacional de direitos humanos ou enfrentar o descontentamento dos militares e do ministro da Defesa.

“O presidente está totalmente tranquilo. Isso vai resolver com a sua capacidade de mediação agora depois da volta das férias”, declara Tarso Genro, ministro da Justiça.

O secretário Paulo Vanucchi tentou uma audiência com o presidente Lula e nada. Ele não descarta entregar o cargo. Mesma ameaça do ministro Nelson Jobim e do alto comando militar.

Eles acham que a secretaria nacional de direitos humanos errou ao abrir a possibilidade de rever a Lei de Anistia, que perdoou todos aqueles que cometeram crimes por motivação política na época da ditadura.

“É positivo quando um país resolve contar sua história, quando ele não tem medo, quando ele diz que tudo tem que ser contado, tudo tem que ser revelado”, declara Cezar Britto, presidente da OAB.

“Reabrir feridas não me parece que seja um bom caminho”, diz José Carlos Pereira, brigadeiro da reserva.

O presidente Lula se comprometeu a rever o decreto que propõe a criação da Comissão Nacional da Verdade, encarregada de fazer a revisão, antes mesmo de enviar as propostas ao Congresso.

Os militares aceitam rever a legislação do período militar para garantir direitos as vítimas da ditadura. Até porque participaram das discussões, mas não concordam que essa revisão histórica se limite a investigar os agentes da repressão. Excluindo os crimes cometidos por militantes da luta armada..

“O acordo feito era que ou você investigaria os dois ou não investigaria nenhum”, diz Raul Jungmann, vice-presidente da Comissão de Segurança da Câmara.

Autor: tenpedroso

Tenente da Polícia Militar do Paraná, Graduando em Direito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s